PARABÉNS PELO HAPPY BIRTHDAY:

Poema de meu amigo poeta Zé Paulo. Um presente(hoje) para o meu dia de amanhã...
Obrigada, amigo!!!! Muito grata! Gratíssima e emocionada...




Poema da leitura estrutural da vida e obra


A mulher não se importa mais com os espelhos, os espelhos a seguem e podem brotar do seu carinho no ar. Ela pensa nos planos, pois se são diversos está faltando uma palavra. O seu tempo é usado na leitura da rua infinita, a arte hiperreal é a sua imaginação, o belo efeito inimitável do invisível sempre disponível lhe dá a sensação de morar no último mínimo átomo rodeado do espírito do Deus. Nas horas da música acompanha com os dedos como se solasse um teclado acoplado à guitarra recebendo sons de todas as direções. A cada face arquitetural corresponde um poema, a cada conjunto de faces arquitetônicas a disposição da única pose virtual. Ela imagina certamente que o artista pensa em primeiro lugar na virtualidade ausente por ser a edificação diretamente proveniente dos sentidos. Em alguns dias ela faz um passeio cada vez mais longo pela urbe, noutros dias somente reflete e não encontra segredo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jucélio Souza, esse talentoso artista de Pão de Açúcar

Amanhã já é ontem

O que não se pode pesar